Nosso Radar de Celebridades tem com objetivo identificar e apresentar um grande painel das celebridades de nosso tempo - figuras públicas brasileiras que têm alcançado destaque e adesão junto a públicos significativos.

Conheça a proposta

Fábio Porchat

Campo de exposição

Porchat usa ativamente suas redes sociais para divulgação de trabalhos, posicionamentos e viagens. No Facebook, sua página possui 7,5 milhões de seguidores;  5,6 milhões no Instagram; e 8,4 milhões de seguidores no Twitter. Atualmente ele também pode ser visto em dois programas (Papo de Segunda e Que história é essa, Porchat?) do canal fechado GNT.

(Dados coletados em 27/11/2019)

 

Acontecimentos

  • Em 2010, com sucesso na TV e no teatro, Fábio decide lançar seu show solo de standy-up, Fora do Normal, que ficou em cartaz durante muitos anos e ampliou a visibilidade do humorista.
  • Em 2012 Porchat produziu seu trabalho mais relevante até agora: o Porta dos Fundos, uma produtora de vídeos para internet, na qual ele escreve e atua em esquetes humorísticas, junto com os outros criadores (Antonio Tabet, Gregorio Duvivier, João Vicente de Castro e Ian SBF). A aprovação do canal no YouTube foi capaz de consolidar Fábio Porchat como um dos mais notáveis humoristas do Brasil, na atualidade.
  • Em 2013 Porchat participou do quadro Medida Certa, do programa Fantástico, que estabelecia uma disputa entre celebridades para determinar quem emagreceria mais, em uma rotina de dieta e exercícios físicos. Em dupla com a cantora Preta Gil, Porchat venceu a competição depois de perder 17,8 Kg de gordura, em apenas três meses. Esse acontecimento marcou a trajetória do humorista, que até hoje afirma ser abordado, de diferentes maneiras, por causa do seu peso (já que depois do programa, ele acabou engordando novamente).
  • De 2012 até 2018, Porchat atuou em 11 produções, sem contar as animações em que ele fez dublagem de alguns personagens famosos, como, por exemplo, o Olaf ( de Frozen: Uma aventura congelante).
  • Em 2016, o humorista foi contratado pela Record para conduzir um talkshow de entrevistas com celebridades, que ficou diariamente no ar, na TV aberta, durante dois anos. Nesse período, Porchat continuou atuando no Multishow (Globo).
  • Apesar de ter uma imagem de “bom rapaz”, simpático e engraçado, Porchat já se envolveu em algumas polêmicas. Em 2016, quando apresentava o talkshow na Record, a convidada do dia, Rita Cadillac, abandonou o palco do programa porque se sentiu ofendida depois de ter sido chamada para estrear um quadro intitulado Sarjeta da Fama. O humorista se desculpou publicamente e a “paz” entre eles foi selada com uma outra participação da cantora no talkshow.
  • Em 2019, Porchat se envolveu em três discussões públicas, com outras celebridades, em redes sociais: foi rebatido pela atriz Carol Figueiredo no Instagram, depois de ter feito um comentário machista, que gerou polêmica (setembro); e se envolveu em controvérsias políticas no Twitter com Danilo Gentili (abril) e Carioca (outubro).
  • No fim do mês de novembro (2019) o Especial de Natal Porta do Fundos recebeu o Emmy Internacional na categoria melhor comédia. O prêmio é muito representativo e pode auxiliar a internacionalizar a produtora.

 

Públicos e valores evocados

Fábio Porchat convoca públicos que se relacionam com a sua atuação midiática. Ele é reconhecido pela inteligência e agilidade com que faz as piadas, mas também é aclamado pelo tom crítico dos textos que assina no Porta dos Fundos (muitas vezes ligados à religião, à política e às pautas associadas às minorias). Ao mesmo tempo, a condução do programa de entrevistas na TV aberta popularizou sua imagem junto a outros públicos, menos interessados nas críticas e mais atentos ao entretenimento cotidiano. Sendo assim, podemos afirmar que seu poder de convocação está totalmente ligado ao humor.

Agregados ao humor, notam-se alguns valores que são compartilhados especialmente nas postagens pessoais das redes sociais. Nelas, Fábio faz questão de se afirmar como um “cara família”, que valoriza laços de amizade, respeito e companheirismo. Ele faz muitas declarações de amor para a esposa (performando a imagem de um marido apaixonado) e sempre exibe suas viagens ao redor do mundo. Em algumas situações (em especial no programa Papo de Segunda), Porchat se assume como um homem “cis-hétero”, privilegiado, e parece tentar questionar o próprio lugar de fala.

 

Fernanda Medeiros
Doutoranda em Comunicação pela UFMG e pesquisadora do Gris

Biografia

Nascido em 01 de julho de 1983, Fábio Porchat de Assis é um humorista versátil que atua em variados campos midiáticos: ele é ator, diretor, roteirista, produtor, dublador e apresentador de televisão.  Sua trajetória pública chama a atenção pela pluralidade de papeis desempenhados a partir do viés cômico.

Filho do também roteirista, empresário e ex-deputado, Fábio Ferreira Porchat de Assis, e de Isabella Robinson, Fábio começou sua carreira de forma inusitada, quando, em 2002, conseguiu se comunicar com o apresentador Jô Soares, através de um bilhete enviado em um dos intervalos da gravação do programa. Na época, ele tinha 19 anos e cursava Administração em São Paulo (onde morava com os pais e suas três irmãs). Pediu ao apresentador para encenar uma esquete de sua autoria e, depois de arrancar muitos elogios da plateia e do próprio Jô Soares, Fábio decidiu se mudar para o Rio de Janeiro com o objetivo de se formar em Artes Cênicas.

Depois de concluir o curso na CAL (Casa de Arte das Laranjeiras), em 2005, Porchat estreou nos palcos do teatro com a peça Infraturas, em que contracenava com Paulo Gustavo esquetes próprias. Por causa dessa peça, foi convidado para integrar o quadro de redatores do programa humorístico Zorra Total, da Rede Globo, onde também participou como ator. A partir daí, o vínculo com a emissora se intensificou e já dura mais de 10 anos. Na Globo ele atuou como apresentador, roteirista, ator e comentarista, em vários programas, tanto nos canais abertos quanto nos fechados.

Paralelamente, Porchat desenvolveu projetos no cinema, no teatro e na internet que também alicerçam a sua imagem pública. Como autor de teatro, escreveu nove peças e teve uma delas premiada, em 2006. No mesmo ano, passou a integrar o primeiro grupo de standy-up comedy do Brasil, o Comédia em Pé, que rodou o país mobilizando centenas de pessoas e abrindo um espaço importante para novos atores da cena humorística.

Em 2010, com 27 anos, Porchat casou-se com a atriz Patricia Vazquez, depois de seis anos de namoro. Em 2013, ele deu uma entrevista afirmando que estava em crise emocional e que, inclusive, seu casamento estava sendo afetado. Pouco tempo depois, o casal anunciou o término da relação e algumas matérias abusaram do tom sensacionalista, após Patrícia declarar, em entrevista, que a decisão tinha sido de Porchat. Mesmo com rumores de que ele já estaria em outra relação, o comediante só assumiu um novo relacionamento em 2015, com Nataly Mega, que era produtora do Porta dos Fundos. Eles se casaram em 2017, em uma cerimônia para 500 pessoas, que foi bastante reverberada na mídia.