Radar

Radar #13 – 16 a 31 de julho de 2014

A última quinzena de julho foi agitada no noticiário brasileiro. Belo Horizonte teve projeção nacional quando o primo do goleiro Bruno deu mais uma indicação de onde estaria o corpo da ex-amante do jogador, Eliza Samudio. A capital mineira também ganhou destaque devido aos desdobramentos da queda de um viaduto, na Avenida Pedro I, na Pampulha, parte das obras de mobilidade para a Copa do Mundo.

Aliás, o Mundial acabou, mas não foi esquecido pela mídia, que acompanhou o anúncio da CBF de que Dunga seria o novo técnico da seleção. Enquanto isso, Felipão era contratado pelo Grêmio em meio a críticas por sua atuação no comando do Brasil.

Os protestos, apesar de mais fracos, voltaram a ter repercussão com o pedido de prisão de 23 manifestantes pelo Ministério Público. Eleições e a morte do escritor Ariano Suassuna também foram manchetes.

O Brasil apareceu no noticiário internacional ao criticar Israel no conflito da Faixa de Gaza, e os jornais acompanharam o impasse diplomático. Também tiveram foco o surto de ebola na África e a queda de dois aviões.

Para subsidiar o trabalho dos pesquisadores, a equipe de apoio do Grislab monitora os principais acontecimentos que estão repercutindo em portais de notícias e revistas do Brasil.

Esse acompanhamento é realizado a partir das manchetes disponibilizadas nas páginas eletrônicas dos seguintes veículos:

- UOL
- Globo.com
- Terra
- R7
- RevistaForum
- CartaCapital
- Veja
- Istoé
- Época

De segunda à sexta-feira, a equipe realiza três acessos diários - manhã, tarde e noite -aos sites destes veículos e coleta a manchete que está em destaque naquele período. Os temas encontrados e os respectivos links dos textos são armazenados numa planilha. A cada mês, a equipe faz um relatório daquilo que o Radar do Grislab capturou no período.