Radar

Radar #6 – 3 a 14 de fevereiro de 2014

O GrisLab retoma a publicação do Radar em fevereiro de 2014 e a sensação é de que fomos arrebatados por uma grande onda de acontecimentos já nas duas primeiras semanas do mês. O caso do adolescente encontrado nu, preso a um poste no Rio de Janeiro, e a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, atingido por um rojão durante um protesto – também no Rio, reverberaram intensamente nos meios de comunicação, redes sociais e na conversação cotidiana.

Interessante notar que em ambos os casos é possível observar um progressivo afastamento das ocorrências que despertaram a atenção da imprensa num primeiro momento. Os desdobramentos relacionados a cada um desses casos ganham destaque e garantem a “continuidade” da cobertura jornalística. Importante ressaltar que a quantidade de registros relacionados à morte de Santiago é bem maior, mas ambos são importantes por revelarem posições e valores da sociedade brasileira em relação a questões como democracia, violência e preconceito. A seguir, compartilhamos uma breve síntese dos assuntos que alcançaram maior repercussão e foram captados por nosso Radar nos períodos de 3 a 7 de fevereiro e de 10 a 14 de fevereiro de 2014.

Para subsidiar o trabalho dos pesquisadores, a equipe de apoio do Grislab monitora os principais acontecimentos que estão repercutindo em portais de notícias e revistas do Brasil.

Esse acompanhamento é realizado a partir das manchetes disponibilizadas nas páginas eletrônicas dos seguintes veículos:

- UOL
- Globo.com
- Terra
- R7
- RevistaForum
- CartaCapital
- Veja
- Istoé
- Época

De segunda à sexta-feira, a equipe realiza três acessos diários - manhã, tarde e noite -aos sites destes veículos e coleta a manchete que está em destaque naquele período. Os temas encontrados e os respectivos links dos textos são armazenados numa planilha. A cada mês, a equipe faz um relatório daquilo que o Radar do Grislab capturou no período.